• Twitter
  • Facebook
  • RSS

Notícias

11/01/2017

Polícia encaminha homem que praticava rinhas de galo em Quatro Barras (PR).

O Batalhão da Polícia Ambiental se deslocou a uma residência, após o recebimento de uma denúncia anônima via 181, para averiguar uma situação de maus tratos aos animais.

A denúncia recebida relatava a prática de rinha, ou briga de galo, em uma residência localizada em Quatro Barras no Paraná. Ao encontrar o local, fornecido pelo denunciante, os policiais conversaram com o filho proprietário do terreno, que autorizou a vistoria e informou que seu pai criava galos índio. Ao fundo do terreno encontraram o responsável pela criação dos animais e também 06 galos da raça índio, raça tipicamente usada nas brigas de galo. Os animais estavam com suas esporas cortadas, peitos depenados, asas machucadas e alguns outros ferimentos pelo corpo, evidenciando que as aves são usadas em brigas.

Ainda no local foram localizados um ringue onde são realizadas as brigas entre os galos, duas biqueiras, sete luvas e uma gaiola, todos os itens são utilizados para os treinamentos e as lutas dos animais. O proprietário, que afirmou já ter participado de rinhas de galo no ano passado, foi conduzido à delegacia de Quatro Barras e os apetrechos utilizados nas rinhas foram apreendidos.

Os galos foram devidamente identificados, através de lacres, e ficarão no local que foram encontrados até posterior decisão judicial. 

Fonte: Comunicação 181

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.